Reescrevendo a História do Software Livre e da Computação Gráfica

Veja neste artigo o valor do software livre para a computação gráfica e o significado da liberdade implícita no software livre.







Você se lembra daqueles dias no início dos anos noventa, quando a maioria dos screensavers estavam mostrando logotipos 3D metálico voando? Você tem um?

Neste artigo, eu quero voltar no tempo e rever brevemente o período na história do desenvolvimento de computação gráfica quando ele passou de laboratórios de pesquisa para o computador da residência de todos os usuários. No início e meados da década de 1990, a Aldus (empresa comprada pela Adobe) estava desenvolvendo o PageMaker para a editoração eletrônica, quando a Pixar criou o ToyStory e logo após o software de modelagem e animação 3D Maya criado pela Alias ​​| Wavefront (adquirida pela Autodesk). Foi também um momento em que obtivemos dois modelos muito diferentes de desenvolvimento da CG (computação gráfica), um praticado pela indústria de entretenimento de Hollywood e o outro praticado por corporações como Adobe e Autodesk.

Ao recordar esta história, espero ser capaz de lançar uma nova luz sobre o valor do software livre para computação gráfica, como o Blender ou Synfig. Talvez possamos até mesmo redescobrir o significado de uma liberdade implícita no software livre: uma forma de os artistas digitais estabelecerem relações com os desenvolvedores.

De onde vêm a Adobe e a Autodesk?


Pode parecer natural hoje que o software de computação gráfica e as GUIs habilitem a criatividade digital, mas na verdade, elas foram, em grande parte, o resultado das tentativas da indústria de software para automatizar o design e a fabricação.


No início dos anos 80, os EUA se sentiram ameaçados de perder seu poder econômico global. A maneira como ele tentou superar essa ameaça era imaginar o software como uma ferramenta para reduzir custos na manufatura, automatizando partes dela. O software de CAD estava em grande demanda, principalmente como forma de reduzir os custos de fabricação, mas também para aumentar a competitividade dos EUA. Acelerou o desenvolvimento de algoritmos para desenho digital e renderização. Nesse contexto, a Autodesk conseguiu emergir como líder de mercado com o AutoCAD e superou muitos outros produtos similares com preços e recursos baratos. (Naquele momento, o software CAD costumava ser desenvolvido internamente para grandes corporações e custou dezenas de milhares de dólares, por mais estranho que possa parecer, a Autodesk foi uma das primeiras a tornar o software CAD acessível para empresas menos ricas na época, Mas não, naturalmente, para criadores individuais.)

Esse também foi o momento na história em que os gráficos de computador deixaram de fazer parte apenas do trabalho científico para se tornarem amplamente disponíveis para usuários não codificadores.
O momento exigia que os produtores minimizassem as obrigações e os custos de manutenção criando documentação e serviços de suporte que destacassem os usuários dos desenvolvedores. No entanto, na década de 1990 o negócio de CAD e empresas de software de editoração eletrônica (como a Adobe) estagnou e precisou se diversificar.

Estes gigantes crescentes do software da computação gráfica começaram a engolir companhias menores e incorporaram estas ferramentas em suas carteiras. Em consequência, os criadores individuais da computação gráfica começaram as ferramentas digitais para o desenho e a animação, mas as expropriou da influência no desenvolvimento tecnológico, uma situação que a crítica de arte Boris Groys resume em seu livro, Produção de Arte (18 de março de 2013): " As "indústrias criativas" pressupõem o processo de trabalho inovador, orientado para o projeto e, de certo modo, autônomo. Por outro lado, os artistas, designers ou escritores usam os meios de produção que não possuem nem controlam. Podemos pensar que este é o estado padrão das coisas que acabamos desde a industrialização do trabalho. Mas, isso não é inteiramente verdade.

A indústria de entretenimento de Hollywood


Embora o software CAD estivesse afastando a computação gráfica da ciência (pelo menos para o usuário final) nos anos 80 e início da década de 1990, a indústria de Hollywood estava experimentando a renovação da animação por meio de novas tecnologias e trazendo os usuários ao desenvolvimento de software. Inicialmente, essas experiências eram bastante limitadas. Em algum lugar por volta da década de 1970, a Lucas Film tentou experimentar com computação gráfica para fazer efeitos visuais. A Disney tentou nos anos 80 introduzir computação gráfica como uma forma de automatizar partes de sua produção de animação. Estes testes não tiveram um impacto grande porque estes estúdios tiveram uma divisão muito bem estabelecida do trabalho, da tecnologia, e do planejamento da produção. Quaisquer mudanças causadas por novas tecnologias interromperiam o processo de trabalho em curso e exigiriam uma grande reestruturação que eles estavam relutantes em fazer (citado abaixo, Tai).


Por esta razão, suas experiências iniciais eram mais um teste do que seria ter alguma computação gráfica em um filme ao invés de uma tentativa de realmente desenvolver novos algoritmos. Isso foi alterado pela Pixar.

Um momento marcante é o chamado feito por John Lasseter à comunidade de engenharia da computação gráfica, através de seu artigo de 1987 SIGGRAPH, para melhorar o apelo visual da animação, redefinindo os princípios da Disney para o movimento 3D. Este artigo foi o primeiro em SIGGRAPH que veio de um artista e não um engenheiro. Ele mostrou a necessidade de reunir artistas e desenvolvedores de computação gráfica em uma conversa e para melhorar conjuntamente a tecnologia e as expressões visuais que vieram com ele.

Um parêntese na história


De fato, a percepção de que os artistas precisam fazer parte do desenvolvimento da computação gráfica e da computação foi feita na década de 1960 através do trabalho de uma organização chamada Experiments in Art and Technology (E.A.T.). A organização tentou atrair a indústria de computadores (Xerox, IBM, Hewlett Packard e Bell Labs) para financiar experiências entre engenheiros eletrônicos e artistas. Pensavam que "as empresas poderiam ampliar sua capacidade inovadora, proporcionando aos artistas o acesso a suas ferramentas proibitivamente caras ... Os artistas iriam realizar sua visão, os engenheiros iriam aprender a fazer coisas diferentes - olhar para as coisas de forma diferente, e as empresas iriam colher as idéias e patentes .... " (Citado abaixo, Wisniowski). Alguns dos experimentos que essa organização conseguiu facilitar tornaram-se exemplares das artes de multimídia e tecnológicas nascentes-ao-tempo.


Artistas e engenheiros juntos explorariam hologramas, lasers, vídeo e computação gráfica. Por exemplo, "Manfred Schroeder investigou o conteúdo informativo de imagens visuais junto com Leon Harmon e Ken Knowlton, para fazer uma das obras mais famosas da EAT, chamada" Computer Nude ", um enredo de computador de um nu compilado a partir de símbolos matemáticos" , Wisnioski).

Esta imagem de 1967 foi uma das primeiras impressões processadas por computador na história dos gráficos digitais e foi exibida no Museu de Arte Moderna na primeira exposição de arte de computador a ser organizada em Nova York, que foi nomeado "A Máquina como Visto No fim da idade mecânica ". Através de tais obras, o engenheiro também foi redefinido como "um artista que começa com uma idéia ou necessidade" e então usa suas "ferramentas especiais", limitadas pelo tempo e orçamento, para colmatar o "fosso de criatividade" entre teoria e realidade (Wisnioski) .

Voltar para a indústria do entretenimento
Ok, então, o encaminhamento rápido (rebobinamento) De volta ao início dos anos 1990, o que Pixar, e mais tarde Dreamworks, SONY e Ghibli havian percebido que não havia nenhuma maneira de renovar um meio visual sem mexer com a tecnologia e envolvendo artistas e usuários no processo. Desde então, mesmo que seu processo de produção geral ainda se assemelha a uma fábrica com uma gestão hierárquica, o desenvolvimento da visão do artista e da tecnologia para cada filme andam de mãos dadas.

Historicamente, eles tentaram minimizar a importância do desenvolvimento tecnológico na opinião pública, porque a indústria quer que as pessoas acreditem que seus produtos são feitos por artistas excepcionalmente talentosos (algo muito evidente em alguns dos escritos de Ed Catmull, co-fundador da Pixar, por exemplo).

Isso está mudando agora, com a própria Pixar celebrando sua tecnologia e a possibilidade de reunir artistas e desenvolvedores através de vídeos como o ingrediente mágico que traz filmes Pixar à vida. No entanto, a indústria de Hollywood ganha dinheiro não com tecnologia, mas com o conteúdo que ela marca e circula. Então, acabamos numa situação em que temos empresas de software que desenvolvem software de computação gráfica, mas os usuários não conseguem experimentar os algoritmos, nem podem entrar em contato com desenvolvedores e experimentar visões alternativas de arte tecnológica.

Agora temos uma indústria de Hollywood que ainda mais empurra o desenvolvimento de algoritmos de computação gráfica e o que pode ser feito com eles sem tornar a tecnologia disponível (ou apenas compartilhá-la em um grau muito limitado). Recentemente, houve sinais de que isso pode estar mudando; Por exemplo, Ghibli fez o seu software de animação Toonz disponível para usuários Linux. Mas até agora, o compartilhamento de tecnologia continua sendo uma exceção.

O significado do software livre na Computação Gráfica


No plano de fundo dessa história, softwares livres como o Blender, Synfig, Krita e outros projetos para computação gráfica ganham significado por várias razões que se estendem além das quatro liberdades que o software livre dá.


Primeiro, o software livre permite a imitação dos modelos de trabalho da indústria de Hollywood, tornando-o acessível para mais indivíduos. Incentiva o desenvolvimento da computação gráfica baseado na prática que pode se ajustar a fluxos de trabalho individuais e lidar com circunstâncias inesperadas que surgem no curso do trabalho, em vez de visar um produto de massa para todas as situações e usuários. Abastecimento às necessidades de um indivíduo e adaptações do software traz os usuários mais perto do artesanato e torna a tecnologia mais humana. Ferramentas e habilidades individuais podem ser continuamente polidas, moldadas e melhoradas com base nas necessidades individuais, em vez de serem moldadas por decisões "de cima".

Este senso de artesanato fica mais forte como artistas em contato direto com os desenvolvedores de suas ferramentas de trabalho. Quando o fazem, os artistas e os usuários começam a orientar o desenvolvimento tecnológico, e os engenheiros de software se transformam em servidores e não em mestres do desenvolvimento tecnológico

Talvez a qualidade mais importante do software livre para computação gráfica seja precisamente esta: encorajar as conexões entre usuários e produtores de tecnologia, remodelando as formas pelas quais a tecnologia é produzida hoje em dia. O que acontece quando essas conexões são estabelecidas?

Alimentando o Pensamento


Minhas observações sobre os efeitos dessas conexões são baseadas em algumas pesquisas que tenho feito nas comunidades do Blender e Synfig. Um resultado óbvio é que os usuários ganham uma maior liberdade e vantagem para se deslocar entre trabalhos eventuais (freelancing) e empregos fixos em todo o mundo, porque a tecnologia e uma comunidade para ajudar e esta sempre facilmente disponíveis.

Surpreendentemente, a maioria dos usuários do Blender que eu conheci nos últimos três anos não transformam isso em vantagem e tentam escapar da condição de freelancer, nem experimentam radicalmente a criação de novas expressões estéticas com computação gráfica. Em vez disso, o objetivo de muitos parece ser tentar reproduzir as visões estilísticas de Hollywood e trazê-los para os produtos que eles fazem para a televisão, publicidade e outras indústrias. Mas, em regra, eles acabam sendo um pouco Marginalizados e recebem menos reconhecimento da comunidade.
A liberdade dos usuários de se conectarem aos desenvolvedores parece trazer tanta satisfação que afasta o foco dos problemas de emprego. A pressa para pegar o novo emprego e atualizar portfólios parece remover o tempo de refletir sobre o que poderia ser alterado na forma de trabalho, que ocorre quando a forma de se envolver com a tecnologia mudou e foi trazido de volta à arte.
Afinal, contratos de curto prazo e movimento constante entre continentes pode ser um estilo de vida legal, mas eles beneficiam economicamente principalmente a indústria que diminui seus custos de produção e responsabilidades para os criadores. A tecnologia e uma organização específica do trabalho deram o nascimento desta indústria do entretenimento que segue o modelo factory-like e empurra todos a mover-se constantemente em torno dos contratos a curto prazo. Eu me pergunto por que mais pessoas, e não apenas o Blender Institute, não estão tentando criar modelos alternativos de trabalho para fazer gráficos de computador.

Referências

Tai, P.-y. (2012). O Princípio da Animação: História e Teoria de uma Tecnologia Social. Dissertação de doutorado. Universidade da Califórnia Irvine, Irvine.

Wisnioski, M. H. (2012). Engenheiros para a mudança: visões concorrentes da tecnologia na América dos anos 1960. Série de estudos de engenharia. MIT Press, Cambridge, Mass.

COMENTÁRIOS

Nome

.net Foundation,1,1. TheNewBoston,1,2016,1,2017,1,2048,1,3%,1,32 bits,3,3CX Phone System,1,3D,10,3D Slash,1,3DViewerOnline,1,3MF,1,4.8.5,1,4MLinux,8,4MLinux 20.0,1,4MLinux 21.0,3,4MParted,2,4MParted 20.0,1,4MParted 21.0,1,4MRecover,3,4MRecover 21.0,1,64 bits,1,9Apps,1,Aaron Swartz,1,ABI,1,ABS,1,Acessibilidade,4,Acesso,1,Acesso Remoto,3,Ácido Polilático,1,Acrilonitrila Butadieno Estireno,1,Administração,1,Adobe,3,Adobe Flash Player 24,1,Adobeair,2,Aegisub,1,AES-246,1,Agenda,1,AI,1,AIDE,1,AirDroid,2,AirMore,1,AKER,1,Al Gillen,1,Álcool Polivinílico,1,Alexander Korznikov,1,Alexander Popov,1,Alien,1,Alpha,2,alphaOS,1,Alpine Linux,1,ALT Linux,1,Altaba,1,Alternativos,3,Amazon,1,AMD,7,Anatel,1,Andrew Komarov,1,Android,85,Android 2.2,1,Android 2.3,1,Android 3.0,1,Android 6.0,1,Android 6.0.1,1,Android 7.1,3,Android 7.1 Nougat,3,Android 8.0,1,Android Marshmallow,1,Android Studio,3,Android.DownLoader.473.origin,1,Android.Sprovider.7,1,Andromeda OS,1,AngryIPScanner,1,Angular,1,Angular2,1,Animação,1,Ano 2016,1,Anonymous,1,Antergos,2,Antivírus,3,Antivirus Live CD,2,antiX,3,antiX 16,1,antiX 16.1,1,antiX-base,1,antiX-core-libre,1,antiX-full,1,Apache,6,Apache Software Foundation,2,Apache Storm,1,Apachetop,1,Aplicativos,4,Apostilas,6,Apowersoft Phone Manager,1,App,1,App Grid,1,Apple,9,Applet,4,Application Verifier,1,Apport,1,Apps Android,4,Apricity OS,1,Apricity OS 11.2016,1,ApricityOS,2,APT,5,Apt-Fast,1,Aptik,1,Arch Linux,51,Arch Linux 2016.11.01,1,Arch Linux 2016.12.01,1,Arch Linux 2017.01.01,1,Arch Linux 2017.02.01,1,ArchBang,1,Archey,1,ArchStrike,1,Arduíno,1,ArduPilot,1,Armazenamento,2,armhf,1,Artes Gráficas,1,Artigo,17,Artigos,170,AryaLinux,1,Assembly Language,1,Asterisk,1,AsteroidOS,1,AsteroidOS Alpha 1.0,1,Asus,1,Ataque,1,Atheros,1,Atom,5,Átomo,1,Atraci,1,Atualizações,1,Audacity,2,Audio Recorder,1,Áudios,1,Aulas Gráficas,1,Auto-apt,1,AutoCAD,5,Autodesk,1,Autodesk 123D,1,Autodesk A360 Viewer,1,Avidemux,1,Avisos,12,AWS,1,Azure,1,Backbox,1,Backdoor,6,Backup,2,BakAndImgCD,1,BananaPi,1,Banco de dados,1,Banda Larga,1,Barix Exstreamer,1,Bash,1,Bateria,2,BDC,1,Beta,2,Bio-Linux,1,BIOS,4,Birdfont,1,Bit,1,Bitcoin,4,BitLocker,1,Bitorrent,2,BitSight,1,BitTorrent Sync,1,Black Arch Linux,3,Black Arch Linux 2017.01.28,1,Black Lab Linux,1,Black Lab Linux 8.0,1,BlackArch Linux,4,BlackArch Linux 2016.12.20,1,BlackArch Linux 2016.12.29,1,BlackArch Linux OVA,1,blackPanther,1,Blackphone,1,BlankOn,1,BlankOn Linux 10.0,1,Bleachbit,3,Blender,3,Blender Foundation,1,Blender Institute,1,BloatWare,1,Bloqueio,1,Bludit,1,Bludit CMS,1,Bluestar Linux,1,Bodhi linux,5,Bodhi Linux 4.0.0,1,Bonding,1,Boot,3,Bootavel,1,Boston Globe,1,Botão Hibernar,1,Botnet,1,BQ Aquaris M10,1,Braille,1,Brasil,4,Bricks,1,BRL-CAD,2,Browser,3,Brute Force,1,BSD,9,BSD Games,1,BSDO,1,Btrfs,1,Budgie,3,budgie-remix,1,Bug,2,BugSec,1,Build Linux,1,Buscador,4,BusenLabs,1,Businness Intelligence,1,C,3,C#,1,C++,2,CAD,1,Café com,2,Cairo Dock,1,Caixa Econômica,1,Calculate Linux,1,Calculate Linux 17,1,Caledonia,1,Calendário,1,Calibre,1,Campus Party,6,Campus Party Brasil,1,Canaima,1,Canary,1,Canonical,44,Canonical.Ubuntu,9,Cartuchos,3,Celestia,1,Censura,1,CentOS,17,CentOS 6,1,CentOS 7,2,CentOS 7.3,1,Central de Programas,1,Chakra,5,Chalet OS,1,Check Point,3,China,1,Choqok,1,Christiane Borges Santos,1,Chrome,3,Chrome 54,1,Chrome Beta,1,Chrome Canary,1,Chrome Dev,1,Chrome OS,3,Chromebooks,2,Chromecast,2,Chromecast Ultra,2,Chromium,1,Chromixium,1,CIA,4,Ciências,1,Cinnamon,10,Cinnamon 3.2,6,Cinnamon 3.2.1,3,Cinnamon 3.2.2,1,Cisco,2,Cisco Packet Tracer,1,ClamAV,1,ClamTK,1,ClassicMenu Indicator,2,Clement Lefebvre,2,Cliente Blog,1,Cliente e-mail,4,Cliente FTP,2,Cliente Git,2,ClipGrab,1,Clonezilla,1,Cloud,5,CMS,3,cmus,1,CNC,1,COBOL,1,Código Aberto,5,Collabora,2,Comandos,8,Comandos Terminal,49,Como Corrigir erro,6,Como instalar,3,Compactação,4,Compiz,1,Complementos,1,Computação Gráfica,1,Computador,4,Conhecimento,1,Consulta Publica,1,Conversores,4,Converter,3,Cookies,1,Coreia do Norte,1,CoreOS,1,Corrigir Erros,11,Corrupção,1,cp,1,CPU,2,Crackers,2,Crackle,1,CreativeCopias,17,CriaDEB,1,Criptografia,4,CrossOver,2,CrossOver 16,1,CrossOver Android,1,CrunchBang,1,CRUX,1,CRUX 3.3,1,CSS,2,CSU,1,Cub Linux,1,Cuba,1,CUPS,5,Cura,1,Curl,1,Curlew,1,Curso em Vídeo,2,CVE Details,3,CVE-2017-2636,1,CWI,1,Cyanogen,6,CyanogenMod,5,CyanogenMod 14.1,1,Cybellum,1,Cynet,1,Dados,1,Damn Vulnerable Linux,1,Dante Server,1,Dark Web,1,Darktable,1,David Filo,1,Dawid Golunski,1,DBeaver,1,DCCP,1,DD,2,DDoS,6,Ddrescue-GUI,2,DeadBeef,1,DEB,7,Debian,183,Debian 8,2,Debian 8.7,1,Debian 9,7,Debian 9 Stretch,4,Debian Backports,1,Debian Stretch,3,Debian Xbluebuntu,1,Deepin Software Center,1,Deficientes,1,DEFT Linux,2,DEFT Zero,1,Delaboratory,1,Dell,1,Deposition Modeling,1,Derek Banas,1,Descompactação,3,Desempenho,2,Desenvolvimento,19,Desktop,8,Detox,1,Deus Ex,2,Dev,2,Developers,1,Device Driver Manager,1,Devuan,1,DHCP,1,DIA,1,Dia Zero,2,Dica Rápida,17,Dicas,571,Dieter Reiter,1,Dilma,1,Directx,1,Dirty COW,2,Disco Rígido,3,Disney,2,Distribuições Linux,61,Distros,1,DJ,1,Django,1,DLL,1,dmicode,1,DNA,1,Dnf,1,DNS,6,DNSChanger,1,DNSMessenger,1,Docker,4,DOS,1,Double Free,1,DoubleAgent,1,Downloads,5,dpkg,1,Dr. Web,1,DragonBoard 410c,1,Drivers,8,DroidPlugin,1,Drones,1,Dropbox,5,Drupal,1,Dual Boot,1,DuckDuckGo,1,Duzeru,1,Dyn,2,E-mails,2,Easyimagesizer,1,eBook,3,echo,1,Economia Bateria,1,Edge,1,Editor de áudio,2,Editor de código,3,Editor de Diagramas,1,Editor de Fontes,1,Editor de imagens,12,Editor de Legendas,1,Editor de PDF,1,Editor de Vídeo,4,Edubuntu,1,educação,1,EducatuX,1,Edward Snowden,7,Efeitos,1,Elemental,1,ElementaryOS,28,Eletron,1,ELinks,1,Elive,1,ELRepo,1,Embarcados,1,Emby,1,Emmabuntüs,3,emmbx,1,Empacotamento,2,Emprego,5,Emuladores,2,End of Life,1,End Of The Mine,1,Endian Firewall,1,Endless,4,Endless Sky,1,Engenharia Reversa,1,Engenharia Social,1,Enlightenment,1,Enpass,1,Entangle,1,Epic Games,1,Epidemic,2,Eponymous,1,Erros,1,ESM,1,eSpeak,1,Espionagem,2,Estados Unidos,1,Etsy,1,EUA,8,Eventos,13,EverythingApplePro,1,eXcript,1,Exploit,1,Extended Security Maintenance,1,ExTiX,1,ExTiX 16.5,1,Exton,1,Exton|Defender SRS,1,Exton|OS,1,Exton|OS Light Build 161021,1,Facebook,13,Facebook Messenger,4,Falha,1,FBI,3,FDM,1,Fedora,126,Fedora 23,1,Fedora 24,4,Fedora 25,9,Fedora 25 Beta,1,Fedora Game Spin,1,Fedora Spins,1,Feed,1,Feral Interactive,2,Ferramentas do sistema,1,FFmpeg,3,Filamento,1,Filamentos,1,FileZilla,3,Filmes,1,Firefox,15,Firefox 49.0,1,Firefox 50.0.2,1,Firefox 52.0,1,Firefox Developer Edition,1,Firefox OS,1,FirefoxOS,1,Firewall,3,Firmware,1,Fish,1,FISL,5,Flash,3,Flash Player,3,Flash Player 24,1,Flatpak,1,Flickr,1,FlightGear,1,FLISol,1,Florent Revest,1,Flowblade,1,Fluxbox,1,FM,1,FocusWritter,1,Fontes Microsoft,1,Fora do ar,2,Foremost,1,Forense,5,Form 2,1,Fortress Legends,1,FOSS,3,Fotos,2,FourOctets,1,Foxit Reader,2,Fractgen,1,Francisco Beltrão,1,Franquia,1,Free Culture Showcase,1,Free Os,1,FreeBSD,7,FreeBSD 11.0,1,FreeCAD,1,Freedom Hosting II,1,Freenas,2,Freeplane,1,Fritzing,1,Frontend,1,FrostWire,2,Frugalware,1,fsck,1,FSearch,1,FSF,8,FSlint,1,FTP,6,Fuchsia,2,Fuck Trump,1,Fujitso,1,Funcionamento,1,Game Music Emulator,1,Gameplay,3,Games,40,GamingOnLinux,1,Gazebo,1,GCC,1,GCC 5.3.0,2,GCHQ,1,Geary,1,Geary Mail,1,GeckoLinux,1,Genode,1,Gentoo,4,Gerenciador de Arquivos,1,Gerenciador de Download,2,Gerenciador de Janelas,1,Gespeaker,1,gFTP,2,Ghost Push,1,GhostBSD,1,Ghostwriter,1,Giada,1,Gimp,17,Git,4,Git 2.8.4,1,Git Curl,1,GitHub,4,GLC-Player,1,Gmail,3,Gmsh,1,GNOME,16,Gnome 3,2,GNOME 3.22,3,GNOME 3.22.1,1,GNOME 3.22.2,1,GNOME 3.23.1,1,GNOME 3.24,1,GNOME Shell,1,Gnome Shell Elegance Colors,1,GNU,11,GNU/Hurd,1,GNU/Linux,763,GNU/Linux-libre,4,GnuCash,1,Go,2,GoDaddy,1,Goobuntu,1,Google,35,Google Calendar Indicator,1,Google Chrome,9,Google Chrome 54,1,Google Chrome 55,2,Google Chromium,1,Google Home,1,Google Pixel,3,Google Pixel XL,2,Google Play,1,Gooligan,1,GParted,3,GPast,1,GPL,1,GPS,1,GrabCAD,1,Gravadores,3,Green Recorder,1,Greenbone,1,Greg Linares,1,Groovy,1,GRUB,4,Grub Customizer,2,Grupo Telegram,1,GSCAN2PDF,2,GSoC,1,GTK,3,gtkdialog,1,Guias,6,GuixSD,1,H5GameCenter,1,Hacker,3,Hackers,30,Hacking,8,Haguichi,1,Haiku,1,halftone,1,Hamachi,3,Hammer Drill,1,HandyLinux,1,Hannah Montana,1,HardenedBSD,1,Hardware,3,Hardware Livre,2,Hash,1,Haters,1,Hawaii,1,HD,2,HDD,1,HDRMerge,1,Heartbleed,1,Heindall,1,Hexy,1,Hibernar,1,História,1,Hollywood,1,Hólmio,1,Honeytraps,1,Hospedagem,1,hostname,1,Hotshots,1,HP,8,HPLIP,4,HTML,2,HTML5,2,HTTP,1,HTTPS,1,Humble Bundle,1,HummingBad,1,HummingWhale,1,Hydra,1,Hyper,1,i3,2,i3 Window Manager,2,IBM,5,iCloud,1,ícones,1,ICReach,1,ICS SIEM,1,IDE,3,Ifconfig,3,IFE,1,IFTO,1,IFTTT,1,ImageGate,1,Imagens,1,ImagePlay,1,iMessage,1,Impressoras,21,Impressoras 3D,9,Impressoras jato de tinta,1,In-Flight Entertainment,1,Indicator Netspeed,1,Inicialização do sistema,1,Inkscape,15,Instalar,3,Instituto Federal de Goiás,1,Instructables,1,Integridade,1,Intel,6,Intel Connected,1,Intel Graphics Installer,1,Inteligência Artificial,1,Internet,5,Internet das coisas,3,Internet Explorer,1,Interpol,1,Inxi,1,IOActive,1,iOS,14,iOS 10,2,IP,1,iPad,1,IPFire,1,iPhone,3,Iptables,1,IPTraf,1,Ipv4,1,Ipv6,2,iRobot Create,1,ISO,2,ISO 8859-1,1,iTunes,1,IU Shirley Technique,1,iXSystem,1,JASmine,1,Java,7,Java Oracle,3,JavaScript,3,Jerry Bezencon,1,Jerry Yang,1,Jigsaw,1,Jitsi,2,JMicron JMC250,1,Jogos,13,John McAfee,1,John The Ripper,1,Jon Hall,1,Jonathan Zdziarski,1,Jono Bacon,1,Joomla,5,Joshua Strobl,1,JS,1,JS-01,1,Juliette Taka Belin,1,JWM,1,Kaiana,2,Kakoune,1,Kali Linux,2,KaOS,4,KaOS 2016.11,2,KaOS 2017.01,1,Karma,1,Kate,1,KDE,26,KDE Connect,1,Kde neon,2,KDE Plasma,9,KDE Plasma 5.10,1,KDE Plasma 5.11,1,KDE Plasma 5.12,1,KDE Plasma 5.13,1,KDE Plasma 5.14,1,KDE Plasma 5.7,1,KDE Plasma 5.8,4,KDE Plasma 5.8 LTS,1,KDE Plasma 5.9,2,KDE4,1,kdenlive,1,KeePassX,1,Kernel,141,Kernel Linux,79,Kernel Linux 4.4,1,Kernel Linux 4.8,6,kernel linux 4.8.5,1,kernel linux 4.8.6,2,kernel linux 4.8.8,1,Kernel Linux 4.8.9,1,Kernel Linux 4.9,2,Kernel Linux 4.9-rc6,1,Kernel Linux 4.10,3,kernel Linux 4.4,23,Kernel Linux 4.4.11,1,kernel Linux 4.4.19,1,kernel Linux 4.4.28.,1,kernel linux 4.4.29,2,kernel linux 4.4.30,2,Kernel Linux 4.4.31,1,Kernel Linux 4.4.32,2,Kernel Linux 4.4.34,3,Kernel Linux 4.4.35,1,Kernel Linux 4.4.36,1,Kernel Linux 4.4.37,1,Kernel Linux 4.4.38,2,Kernel Linux 4.4.39,1,Kernel Linux 4.4.40,1,Kernel Linux 4.4.41,1,Kernel Linux 4.4.42,1,Kernel Linux 4.4.50,1,Kernel Linux 4.7,1,kernel linux 4.8,10,Kernel Linux 4.8.10,2,Kernel Linux 4.8.11,2,Kernel Linux 4.8.12,1,Kernel Linux 4.8.13,1,Kernel Linux 4.8.14,2,Kernel Linux 4.8.15,1,Kernel Linux 4.8.16,1,Kernel Linux 4.8.17,1,kernel Linux 4.8.6,1,kernel Linux 4.8.7,2,Kernel Linux 4.8.8,2,kernel linux 4.9,12,Kernel Linux 4.9-rc4,1,Kernel Linux 4.9-rc5,1,Kernel Linux 4.9-rc7,1,Kernel Linux 4.9-rc8,1,Kernel Linux 4.9.1,1,Kernel Linux 4.9.2,1,Kernel Linux 4.9.3,1,Kernel Linux 4.9.6,1,Kernel Linux 4.9.9,1,Kernel Linux-Libre 4.4,1,Kernel Ubuntu,1,Kevin Beaumont,1,Keylogger,1,Kickstarter,1,KID3,1,KillDisk,1,Kodi,2,KolibriOS,1,Komodo Edit,1,Komodo Edit 10.1,1,Koolova,1,Korora,1,Korora 25,1,Korznikov,1,Kotlin,1,Kristina Frank,1,Krita,1,Krop,1,Kryptowire,1,Ksplice,1,Kubuntu,5,Kubuntu 16.10,1,LAMP,1,Lançamento,1,Lançamento.,3,Launchpad,1,Leap Day,1,Legal Hackers,1,Leitor eBook,1,LeJOS,1,Lenovo,4,Lentes Amazon,1,Let's Encrypt,1,LG,1,LGBT,3,Liberdade,1,Libre,1,Libreboot,3,LibreCAD,3,LibreOffice,27,LibreOffice 5.0,1,LibreOffice 5.1,1,LibreOffice 5.2,2,LibreOffice 5.2.3,1,LibreOffice 5.2.4,1,LibreOffice 5.3,5,LibreOffice 5.3.0,1,LibreOffice 5.3.0 Beta,2,LibreOffice Calc,1,LibreOffice Kit Plus,1,Liferea,1,Lightbeam,1,LightDM,1,Lightworks,3,Lili USB,1,Limitless Logger Pro,1,Limpeza do sistema,1,LiMux,1,LinConnect,1,Lineage OS,2,LineageOS,2,Linguagem C,1,Linha de Comando,1,LinkedIn,2,Links,1,Links2,1,Linphone,1,Linus Torvalds,12,Linux,238,Linux AIO,3,Linux AIO Ubuntu Mixture 2017.01,1,Linux Foundation,6,Linux Free,1,Linux Journey,1,Linux Kernel,41,Linux Kernel 4.10,1,Linux Kernel 4.4.31,1,Linux Kernel 4.4.32,2,Linux Kernel 4.4.33,1,Linux Kernel 4.4.50,1,Linux Kernel 4.8,1,linux kernel 4.8.7,1,Linux Kernel 4.8.8,2,Linux Kernel 4.8.9,1,Linux Kernel 4.9.11,1,Linux Lite,2,Linux Lite 3.2,1,Linux Mint,148,Linux Mint 18.1,6,Linux Mint 18.1 Serena,1,Linux-Libre,1,Linux.Proxy.10,1,LinuxConsole,1,linuxcounter,1,Lios,1,Liquid Rescale,1,Lisov,1,Lista,1,Live CD,1,Livre Labs,37,Livros,2,LM18,1,Loiane Groner,1,Loja,2,Loki,1,Lollypop,1,Looke,1,Low Poly,1,LPFM,1,LPI,5,LTS,1,LUA,2,Lubuntu,7,Lubuntu 16.10,1,Lucidor,1,Lumina,1,LVM,2,LXDE,1,LXLE,1,LXQT,1,Lynx,1,Mac,4,Mac Address,1,Mac OS,2,Mac OS X,12,MacBook,1,MacBook Pro,1,Macbuntu Transformation Pack,1,MacOS X,14,MacOs-Linux,1,MacUbuntu,2,Mad Max,2,Maddog,1,MADRUGUEDS,1,Madruguedsbr,9,Mageia,23,Mageia 5.1,1,Magic Device Tool,2,magic-device-tool,3,MakeHuman,1,Mala Direta,1,Malware,18,MalwareHunterTeam,1,man-in-the-middle,1,Manjaro,16,Manjaro 16.10,2,Manjaro 16.10 Fringilla,2,Manjaro 16.10.2,1,Manjaro 17.0,1,Manjaro Fringilla,2,Manjaro Linux Gaming 16.06,1,Manokwari,1,Mantra-OS,1,Manuais,2,Marcelo Zuffo,1,Marissa Mayer,1,Marius Quabeck,1,Mark Maunder,1,Markdown,1,Marshmallow,1,Maru OS,3,MaruOS,2,Master PDF,1,Mate,2,Maui Linux,2,Maxillofacial Prosthodontic,1,McAfee,1,MDM,1,Meadow,1,Meitu,1,Meizu PRO 5 Ubuntu Edition,1,Memristor,1,Mensageiro,2,Mercado,2,Mercado Cinza,1,Mercado Legal,1,Mercado Negro,1,Messenger,1,Metabotix,1,Microsoft,33,Microsoft Azure,1,Microsoft Silverlight,2,Microsoft Solitaire Collection,1,Microsoft Surface Studio,2,Midori,1,MightyText,1,Migração Windows para Linux,1,Min Browser,1,MiniTube,1,Minix,2,Mirai,1,MITM,1,Mixxx,1,MKV,2,MKVToolnix,1,MOC,1,Mohamed A. Baset,1,Moksha,1,Moksha 0.2.1,1,Monitoramento de rede,1,Moon Buggy,1,MORSE,1,Mouse,1,Moxie Marlinspike,1,Mozilla,15,Mozilla Firefox,2,Mozilla Firefox 50.0.2,1,MRTG,1,MSLinux,1,Multiload Indicator,1,Munique,1,Músicas,1,Musique,1,MX-16,1,Mycroft,3,Mysql,3,Mythbuntu,1,Mythbuntu Linux,1,MythTV,4,Nadine Englhart,1,Naenara,1,Nanotecnologia,1,NAS,1,NASA,1,Natal,3,Navegadores,13,NeocoreGames,1,Neptune,2,Nessus,1,NetBeans,1,NetBeans 8.2,1,Netbook,1,NetBSD,1,NetBSD Project,1,Netflix,1,Netflix Desktop,1,Nethack,1,NetKit,1,NetMarketShare,1,NetMovies,1,Netrunner,1,Netrunner Desktop,1,Netrunner Desktop 16.09,1,Netrunner Desktop 16.09 Avalon,1,Network Manager,1,NetworkMiner,2,Neverball,1,NeverQuest,1,New York Times,2,Nextcloud,2,Nexus,1,NIH 3D Print Exchange,1,Ninvaders,1,Nmap,5,NodeJS,3,Nomacs,1,Nootka,1,Northrop Grumman,1,nOS,1,Notebook,5,Notepad,1,Notepadqq,1,Noticias,2,Notícias,706,NotifyOSD,1,Nougat,1,Novidades,1,npm,1,NSA,16,NST,1,Nudoku,1,Num Lock,1,Nvidia,8,Nylas N1,1,OBJ,1,Objective-C,1,Ochdownloader,1,OctoPrint,1,ODF,1,Office,1,OGMRip,1,Oldflix,1,OLO,1,Omega2,1,OmniROM,1,OneOps,1,OnlyOffice,1,Open Broadcaster,1,Open Campus,1,Open Source,64,Open Source Robotics Foundation,1,Open Whisper Systems,1,Open365,2,Openbox,1,OpenBSD,2,OpenDesk,1,OpenJDK,1,openMandriva,13,OpenMandriva 3.01,1,OpenMandriva Lx 3.01,1,OpenOffice,1,OpenPilot,1,OpenPrinting,2,OpenSCAD,1,OpenShot,1,OpenSSH,1,openSUSE,105,openSUSE 42.2,3,openSUSE Factory,1,openSUSE Leap,4,openSUSE Leap 42.2,4,openSUSE Tumbleweed,2,OpenSwitch,1,OpenTTD,1,OpenVas,1,Opera,4,Opera 40,1,Opera 41,1,Opera Browser,5,Opinião,20,Oppo,1,Oracle,2,Oranchelo,1,Organizadores,1,Originull,1,Orocos,1,OsoLinux,1,OSX-Arc Collection GTK,1,Otimizações,3,Outfolded,1,OWASP,1,owncloud,2,pacman,3,Pacotes,4,Paintown,1,Pale Moon,2,Panasonic Avionics,1,pandoc,1,Papel de parede,2,Paperhouses,1,Parabola,1,Paramount Pictures,1,Parrot Security 3.2,1,Parrot Security 3.3,1,Parrot Security 3.4,1,Parrot Security 3.4.1,1,Parrot Security OS,6,Parsix,1,Parted Magic,2,Parted Magic 2016_10_18,1,Parted Magic 2017_01_08,1,Partições,1,Pasta Pública,1,Pastebin,1,Patch,1,Pathogen,1,PC,1,PC-BSD,1,PCLinuxOS,2,PDC,1,PDF,12,PearOS,1,PeaZip,2,Pen Drive,2,Pendrive,3,Pentest,3,Pentoo,2,PeppermintOS,2,Perl,1,Personalização,2,Perspectiva,1,Pesquisa,1,pfSense,2,Phishing,2,Phoenix Os,2,Photoqt,1,PHP,5,PHP 5,1,PHP 7,1,PHPMailer,1,Picapy,1,Picasa,1,PicasaWeb,1,Pidora,1,Pipe,1,Pipelight,3,Pirataria,2,Pitivi,1,Pixar,1,PIXEL,1,PLA,1,Plank,1,Plasma,1,Plasma 5.9,1,Play Linux,1,Play Store,2,Player,7,PlayOnLinux,2,PlayStation,2,Plugins,3,PLY,1,Point Linux,1,Poison Tap,1,Pokémon GO,1,Poker,1,PokerTH,1,Polkast,1,Polygon,1,Pornhub,1,Porteus Kiosk,2,Português,1,Poseidon Linux,1,Positive Technologies,1,PostFix,1,PotiCon,1,PotiLivre,1,PowerPC,1,PowerPoint,1,PowerShell,4,PPA,50,PPSSPP,1,Pré-FISL,1,Precise Pangolin,1,Prelink,1,Preload,2,Prioridades,1,Privacidade,6,Privada,1,Processadores,3,Processos,1,Produtividade,3,Profile Sync,1,Profissional de informática,1,Proftpd,2,Programação,25,Programação Funcional,1,ProgrammingKnowledge,1,Project CARS,1,ProjectLibre,1,Projeto Caninos Loucos,1,Projeto Fedora,3,Projeto Korora,1,Projetos,3,Prozilla,1,PT-Br,1,Pushbullet,1,Puzzle,1,PVA,1,Python,16,Python 3,1,Q4OS,2,QCAD,2,QEMU,2,QGifer,1,QGIS.,1,Qt,3,Qualcomm,1,Qubes OS,1,Quelitu,1,Quod Libet,1,quoted,1,QupZilla,2,R.,1,RaaS,1,RacnherOS,1,RadarCat,1,Rádio,1,Rádios,1,Ragentek Group,1,RAID,1,Raiz,1,RAM,2,RancherOS,1,Ranger,1,RansomFree,1,Ransomware,10,RansomWhere,1,Raspberry Pi,3,Raspberry Pi 2,2,Raspberry Pi 3,1,Raspberry Pi Model B,1,RaspberryPi,10,RaspberryPi Zero,2,RaspberryPi2,4,RaspberryPi3,3,Raspbian,3,RaspEX,1,RaspEX 161019,1,RaspEX Build 161019,1,RawTherapee,1,RazorSQL,2,RCE,1,ReactOS,4,ReactOS 0.4.3,2,Read It Later,1,Rebellin,1,Rebellin Linux,1,Recife,1,Recoll,1,Reconhecimento óptico,1,Recuperação de dados,6,Red Hat,15,Red Hat Enterprise Linux,5,Red Hat Enterprise Linux 7.3,3,Red Star OS,1,Redes,3,Reflector,1,Registry,1,Relatórios,2,Release Candidate,7,Release Candidate 2,2,Relógio,1,Remasters,1,Remix OS,3,RemoteBox,2,repositórios,1,Requisitos,1,Rescatux,1,Reset,1,Restauração do sistema,1,Review,18,Rexloader,1,RHEL,2,Rhythmbox,1,Richard Stallman,3,Rigs of Rogs,1,Ripadores,1,ROADSEC,1,Robô,5,Robot Finds Kitten,1,Robótica,2,Rock,1,Rocket League,1,Rolling Release,2,Rolling Sky,1,ROM,3,ROOT,2,ROS,1,Rosa,1,Rosa Linux,3,Roteador,1,RPM,10,RSA-2048,1,RSS,1,Ruben Santamarta,1,Ruby,1,Rule41,1,Rússia,1,Rust,1,Ryzen,1,Sabayon,2,Sabayon 16.11,1,Safe RM,1,SafeEyes,1,Sailfish OS,2,SalentOS,1,Salix,4,Salix Xfce 14.2,1,Salix Xfce 14.2 GNU/Linux,1,Salix Xfce 14.2 Live Edition RC1,1,Samba,6,Samsung,4,Samsung Modelo M2070W,1,Samy Kamkar,1,Sarg,2,SATA,1,Satã,1,ScreenSaver,1,Script,2,SDK,1,SeaMonkey,2,SeaMonkey 2.46,1,Segurança,126,Seleção de Camadas,1,SELKS,1,SempreUPdate,13,Senhas,3,Sensor,1,Serena,3,Séries,1,Servidores,7,Servidores DNS,3,SFTP,1,SHA-1,1,Shanghai Adups Technology,1,Shapeways,1,SHAREit,1,Shell,4,ShellScript,4,Shellshock,1,Shirley Anderson,1,Shopify,1,Shotcut,4,Siduction,1,Signal,1,SimpleScreenRecorder,4,SimplicityLinux,1,Simuladores,4,SIS,1,Sistema Operacional,59,Sistema Telefônico,1,Sistemas Embarcados,1,Site,3,Sitecake,1,Six!,1,Skype,5,Skype 1.13,1,SLA,1,Slackware,5,Slackware 14.2,2,Slayaway Camp,1,Slic3r,1,Slide,1,slocate,1,SLocker,1,SlowmoVideo,1,Smart TV,1,Smartphone,19,Smilla Enlarger,1,SMPlayer,1,SMTP,2,Snappy,1,SniffJoke,1,SnoozeTabs,1,Socks5,1,Software,2,Software Livre,44,Software Proprietário,3,Solaris,1,Solus,4,Solus 2017.01.01.0,1,Solus Budgie,1,Solus Mate,2,SolveSpace,1,Sonar,1,Sony,2,Spam,1,SpamAssassin,1,Sparki,1,Sparky Linux,1,SparkyLinux,2,SparkyLinux GameOver,1,SPD,1,Spotify,1,SQL Server,1,Squid,3,SSL Strip,1,Stacer,1,Stanford,1,Stanislav Lisov,1,Star Wars,1,STD,1,Steam,9,Steam Link,1,SteamOS,5,SteamOS 2.0,1,Stegano,1,Stellarium,1,Stellarium 0.15,1,Stellarium 0.15.0,1,StereoLithoGraphy,1,STL,2,Stop Motion,1,Stoq,1,Streaming,1,StreamStudio,1,Stretch,3,String,1,Subversion,1,sudo,2,Suíte de Escritório,1,Super Mario,2,Super Mario Run,2,Superaquecimento,1,Superb Mini Server,1,SuperBeam,1,SuperTux,1,SuperTuxKart,1,Surface Book,1,Surface Studio,2,Surface Studio i7,1,SUSE,1,SUSE Studio,1,SVN,1,Swap,1,Sweet Home 3D,1,Swift,2,Switcher,1,SymphonyOS,1,Synaptic,1,Synfig Studio,3,Syntax error,1,Systemback,1,SystemD,1,syzkaller fuzzer,1,T.I.,1,T50,1,TAE,1,Tails,8,Tails 2.7,1,Tails 2.9,1,Tails 2.9.1,1,Tails 3.0,2,Tails 3.0~alpha1,1,Task Manager,1,TCC,2,TDF,1,TeamViewer,3,Tecnologia,2,Telegram,10,Temas,9,Templates,1,Terminal,18,Testes de penetração,5,The Document Foundation,1,The Equation Group,1,The Guardian,2,The Linux Foundation,3,The Shadow Brokers,1,Thermald,1,Thingiverse,1,Thunderbird,1,TI,1,TimeKpr,1,Timeline,1,TimeShift,1,Tiny Core,1,TinyCore,1,Tixati,1,Tizen,1,TLP,1,Tmate,1,Tobias Boelter,1,TODO,1,TOMAHAWK,1,Toners,2,TOR,6,Tor Browser,14,Tor Browser 0.0.2,1,Tor Messenger,1,Tor Onion,1,Tor Project,1,Torrent,5,Touchpad Indicator,1,TPP,1,Travamentos,1,Treehouse,1,Trend Micro,1,Trojan,6,Troubleshooting,1,TrueOS,1,Trusty Tahr,1,Tumbleweed,1,Turnkey Linux,1,Turtlebot,1,Tutoriais,125,TuxMath,1,TV,3,TV-Maxe,2,Twitter,3,Uber,1,uber-cli,1,Ubercli,1,UberStudent,1,Ubuntu,405,Ubuntu 12.04,4,Ubuntu 14.04,5,Ubuntu 16.04,28,Ubuntu 16.04.1,1,Ubuntu 16.10,20,Ubuntu 17.04,6,Ubuntu After Install,2,Ubuntu Budgie,1,Ubuntu Budgie Remix,2,Ubuntu Budgie Remix 16.10,1,Ubuntu Christian Edition,1,Ubuntu Core,1,Ubuntu DesktopPack,1,Ubuntu Dual Boot Touch,1,Ubuntu Edge,1,Ubuntu GamePack,1,Ubuntu Gnome,6,Ubuntu GNOME 16.10,1,Ubuntu Kylin,1,Ubuntu Mate,4,Ubuntu Mate 16.04,1,Ubuntu MATE 16.10,2,Ubuntu Phone,1,Ubuntu Satanic Edition,1,Ubuntu Server,3,Ubuntu Snap,10,Ubuntu Snappy Core,1,Ubuntu Snappy Core 16,1,Ubuntu Touch,7,Ubuntu Tutorials,1,Ubuntu TV,1,ubuntu-xboxdrv,1,UbuntuBSD,2,Udisks Indicator,1,UI,1,UKuu,1,Ultimate Edition,1,Ultimate Edition 5.0 Gamers,1,Ultimate Edition Gamers,1,Unity,13,Unity 8,2,Univention Corporate Server,1,Universidade,1,Universidade de Indiana,1,Universidade Tecnológica Federal do Paraná,1,Unix,4,Unsettings,1,Upgrade,4,USB KILL,1,USP,1,UTF8,1,uTorrent,6,V-REP,1,Valve,1,Variety,1,VBA-M,1,VeltOS,1,Vendetta,1,Verizon,4,VFS,1,Viber,2,Vídeos,115,Videos On Demand,1,ViewSTL,1,Vigilância,1,Vim,4,Vim 8.0,1,Vim Tutor,1,Vindows,1,Vindows Locker,1,Vine Linux,1,Virtual Box Guest Addons,1,VirtualBox,4,Vírus,1,Visual Basic .NET,1,Visualização,1,Vivaldi,2,VivaoLinux,1,VLC,3,VLC 360,1,VMware,4,VMware Player,2,VNC,1,VoIP,1,Volatility Framework,1,Voyager GNU/Linux,1,VPN,2,VSFTP,1,VSIDO,1,VueScan,1,Vulkan,1,Vulnerabilidade,5,Vuze,1,w3af,1,w3m,1,Wallch,1,Walmart,1,wattOS,2,Web,3,WebCam Studio,1,Webconverger,1,WebKit,1,Webmin,1,WebODF,1,Weeping Angel,1,Western Digital,1,Wget,2,Whatsapp,6,WHDD,1,Whisker Menu,1,White Noise 2,1,Wi-Fi,3,Wifi,6,Wifislax,1,Wikihouse,1,Wikileaks,5,Will Moggridge,1,Window Maker,1,Windows,60,Windows 10,4,Windows 2000,1,Windows 2003,1,Windows 7,3,Windows 8.1,1,Windows NT,1,Windows NT4,1,Windows Phone,1,Windows Server,1,Windows Vista,1,Windows Warez,1,Windows XP,2,Windows-TuneUp,1,Wine,9,Wine 1.9.23,1,Wine Staging,1,Winff,1,Wireshark,2,Wordfence,1,WordPress,1,Worms,1,xargs,1,Xbox,2,XDM,1,Xenial Xerus,3,Xfce,11,Xfdashboard,1,Xiaomi,1,XiX,1,XnConvert,3,XOR DDoS,1,xpad,1,Xplanetfx,1,XScreenSaver,1,Xtreme Download Manager,1,Xubuntu,15,Xubuntu 16.10,1,Xylit0l,1,Y PPA Manager,3,Yahoo,6,Yahoo Mail,5,Yakkety Yak,4,Yandex Browser,1,yaourt,1,YG & Nipsey Hussle,1,Yout,1,YouTube,5,youtube-dl,1,Zabbix,1,Zachary Shames,1,Zbackup,1,Zbigniew Konojacki,3,Zentyal,1,Zenwalk,2,Zero-Day,4,Zesty Zapus,4,ZevenOS,1,Zeynep Tufekci,2,ZFS,1,Zimperium,1,Zorin Desktop 2.0,1,Zorin OS,2,Zorin OS 12,1,Zotero,1,Zram,1,
ltr
item
SempreUPdate Linux: Reescrevendo a História do Software Livre e da Computação Gráfica
Reescrevendo a História do Software Livre e da Computação Gráfica
Veja neste artigo o valor do software livre para a computação gráfica e o significado da liberdade implícita no software livre.
https://4.bp.blogspot.com/-e9eBwm7HH8Q/WKzJlhzLtKI/AAAAAAAAGV4/j5OENVEeVaUbzEOSR6ZZmDzwy9MZKJ2BQCLcB/s640/BUS_OpenSourceExperience_520x292_cm.png
https://4.bp.blogspot.com/-e9eBwm7HH8Q/WKzJlhzLtKI/AAAAAAAAGV4/j5OENVEeVaUbzEOSR6ZZmDzwy9MZKJ2BQCLcB/s72-c/BUS_OpenSourceExperience_520x292_cm.png
SempreUPdate Linux
http://www.sempreupdate.com.br/2017/02/reescrevendo-historia-do-software-livre-e-computacao-grafica.html
http://www.sempreupdate.com.br/
http://www.sempreupdate.com.br/
http://www.sempreupdate.com.br/2017/02/reescrevendo-historia-do-software-livre-e-computacao-grafica.html
true
4871636227574760232
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrado nenhum post VER TUDO Leia Mais Responder Cancelar Resposta Apagar Por Home PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ MARCADOR ARQUIVO BUSCAR TODOS AS POSTAGENS Não encontramos nada com a palavra digitada Voltar para Home Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 meses atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Clique aqui para copiar o código Clique aqui para copiar o código Código copiado para área de transferência Não é possível copiar os códigos/textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C no Mac) para copiar